Tudo sobre : BIOTECNOLOGIA! - ATP Jr Consultoria

Tudo sobre: BIOTECNOLOGIA!

Segundo a ONU, “biotecnologia significa qualquer aplicação tecnológica que utilize sistemas biológicos, organismos vivos, ou seus derivados, para fabricar ou modificar produtos ou processos para utilização específica.” (ONU, Convenção de Biodiversidade 1992, Art. 2). A Biotecnologia utiliza organismos vivos, ou seus derivados, para fazer a elaboração de produtos para determinados fins. Seus estudos se aplicam na medicina, agricultura, indústria alimentícia, indústria de cosméticos, indústria farmacêutica e meio ambiente. O momento em que a Biotecnologia deu um enorme salto, foi quando o ser humano aprendeu a manipular a molécula de DNA. Várias áreas científicas evoluíram significativamente, como a microbiologia, a bioquímica e a genética. Assim, se desenvolveram áreas correlacionadas da biotecnologia que são a Biologia Molecular, a Engenharia de Processos e a Nanotecnologia. As moléculas de DNA recombinante são a grande novidade da Biotecnologia na atualidade.

 

Contexto Histórico

 

Há mais de 5000 anos a.C já se sabia produzir o pão e o vinho, alimentos que usam a fermentação de microrganismos. Posteriormente, a fermentação também começou a ser utilizada para a fabricação de pães, queijos, vinagres e iogurtes. Porém não se compreendia como esse fato ocorria, já que eram processos que aconteciam “às cegas”. Tudo mudou quando algumas áreas da ciência se desenvolveram, o que foi possível responder a várias dúvidas. Serão apresentadas as invenções que possibilitaram o desenvolvimento da Biotecnologia, esses fatos serão apresentados em ordem cronológica e com suas características mais importantes.

No início do século XVII houve a criação do microscópio, por Antony van Leeuwenhoek, essa descoberta possibilitou o avanço do estudo da Biologia e uma nova percepção da ciência médica. Com a presença de apenas uma lente de vidro, o microscópio primitivo inventado pelo pesquisador permitia aumento de percepção visual de até 300 vezes e com razoável nitidez. Este primitivo microscópio foi construído em 1674 e com ele conseguiu-se observar bactérias de 1 a 2 micra (medida equivalente a um milésimo de milímetro).

Já no final do século XIX temos as descobertas de Louis Pasteur, destaque para os seus experimentos microbiológicos que conseguiu compreender em seus experimentos como se dá a fermentação. Na época a Teoria da Geração Espontânea, conhecida também como Abiogênese. Essa teoria supunha a geração de seres vivos a partir de uma matéria não viva. Pasteur revolucionou e mudou essa ideia, sepultando a crença na geração espontânea, já que incentivou estudo dos microrganismos.

O termo “biotecnologia” foi criado em 1919 pelo engenheiro húngaro Karl Ereky. No período das Guerras Mundiais que houve um aumento expressivo em estudos para a fabricação de explosivos e munições através da utilização de produtos biotecnológicos. Aconteceram também outros avanços no segmento como a descoberta da penicilina por Alexander Fleming, em 1928.

Em 1953, os cientistas James Watson e Francis Crick surpreenderam o mundo ao anunciarem a estrutura da molécula de DNA. Mas foi somente em 1978 que os cientistas conseguiram isolar as enzimas de restrição. Esse foi o fundamento para a técnica do DNA recombinante. Posteriormente vieram Biologia Molecular, a Engenharia de Processos e a Nanotecnologia.

 

Áreas de atuação da biotecnologia

 

APLICAÇÃO NA SAÚDE

Um dos adventos do avanço da Biotecnologia é a possibilidade de sua aplicação na medicina e áreas da saúde como a produção de insulina, medicamentos e vacinas. Também é a principal agente na produção de anticorpos em laboratório para pacientes com sistema imunitário deficiente.

Um dos maiores saltos tecnológicos, na Biotecnologia, é a terapia gênica para tratamento de doenças como câncer, neurológicas e cardiovasculares, cujos tratamentos convencionais não são eficientes. Um dos maiores investimentos atuais na pesquisa é com células-tronco para fins terapêuticos.

A Biotecnologia é o futuro-presente da indústria farmacêutica, novos medicamentos vem sendo criados para tratar doenças raras. Já representa de 10% a 15% do mercado farmacêutico. A aplicação da Biotecnologia na área da saúde tem contribuído também para um crescente número de produtos inovadores.

 
 

APLICAÇÃO NA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE

Agricultura e Biotecnologia se aliaram para tornar o cultivo mais mais eficiente e temos aplicações na produção de insumos, tais como: fertilizantes, sementes e agrotóxicos. Há também o melhoramento genético de plantas e a criação de alimentos transgênicos. Atualmente a Biotecnologia se tornou sinônimo de melhoramento genético com o fim de atribuir vantagens.

No meio ambiente temos a constante aparição da Biotecnologia como objeto principal da inovação. Um exemplo é a biorremediação que tem como objetivo, dependendo do tipo de contaminação e das condições do ambiente, reduzir ou eliminar contaminações no meio ambiente. Há também a produção de biocombustíveis a partir de organismos vivos ou de resíduos vegetais, produção de plásticos biodegradáveis a partir de microalgas.

 
 

APLICAÇÃO NA PRODUÇÃO DE COSMÉTICOS

Um dos principais fatos que leva a forte presença da biotecnologia na produção de cosméticos é a utilização de enzimas, que interfere em quase todas as funções metabólicas dos organismos vivos. Temos o exemplo da papaína que é extraída do mamão e muito utilizadas em cosméticos para a pele, por suas propriedades antialérgicas, esfoliantes e cicatrizantes. A biotecnologia vem sendo bastante observada, devido ao fato de potencializar os princípios ativos das matérias primas utilizadas na produção desses produtos.

 

 

APLICAÇÃO NA INDUSTRIA DE ALIMENTOS

A Biotecnologia também é encarregada da biofortificação dos alimentos, essa técnica visa a incrementação dos alimentos com nutrientes cuja ausência está diretamente ligada a doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares. Por exemplo, o feijão pode ser potencializado com mais ferro e zinco, a batata-doce com betacaroteno ou que um óleo de soja tenha Omega3. Há um projeto do governo chamado BioFort e é coordenado pela Embrapa, tem como objetivos diminuir a desnutrição e garantir maior segurança alimentar, unicamente por meio dessa ação.

As aplicações da Biotecnologia na industrias de alimentos são inúmeras, desde a produção de bebidas até a modificação genética de um alimento cujo objetivo é a diminuição de pesticidas nas plantações e visando também o baixo custo de produção. Essa área é uma das áreas mais amplas da Biotecnologia e atualmente, juntamente com a aplicação na saúde, é uma das áreas com mais investimentos.

 

 

EMPREGABILIDADE E PROFISSÃO DO FUTURO

Atualmente, são mais de 13 mil empresas atuando no segmento da Biotecnologia, dentre elas indústrias, centros de pesquisas e laboratórios. Além disso, universidades e empresas públicas também empregam este profissional. A perspectiva de crescimento é ótima, e os salários são bem atrativos.

Segundo o estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), o Brasil ocupa a 18° colocação no ranking mundial em relação ao número de empresas de biotecnologia.

Considerando a crescente participação na economia e a importância para o desenvolvimento do país, diversos governos estão aplicando estratégias, planos de ação e políticas de incentivo à educação, pesquisa e desenvolvimento da Biotecnologia. É uma área de atuação promissora, com inúmeras vertentes e pode ser considerada como profissão do futuro.

 

Assine nossa Newsletter

Receba gratuitamente nossas dicas, notícias e artigos que desenvolvemos para ajudar seu negócio a crescer!