Carne Sintética - ATP Jr Consultoria

Carne sintética

A Biotecnologia é a área da biologia que utiliza organismos vivos ou parte deles para fabricar e modificar produtos e processos com algum ganho para a sociedade. É estranho dizer que pães, cervejas, queijos e iogurtes são produtos biotecnológicos, já que essas palavras remetem à lembrança de laboratórios e cientistas de jaleco e luvas criando fazendo pesquisas, porém estes alimentos são produtos biotecnológicos produzidos há mais de 6000 anos A.C., já que são sintetizadas com o auxílio de bactérias, leveduras e fungos!

Uma recente busca da biotecnologia é a produção de carne sintética, uma carne que não requer abate animal. Já existem hambúrgueres que imitam carne feitos com vegetais, porém a proposta mais audaciosa dessa equipe de cientistas é conseguir produzir uma carne crescida a partir de células, em um laboratório!

Quando acidentalmente nos ferimos, dependendo do tamanho da injúria, o nosso corpo consegue facilmente fazer o processo de regeneração. Um corte pequeno é estancado e cicatrizado em questões de dias. No local da ferida, novas células rapidamente crescem e ocupam a posição das células mortas. Tendo as condições necessárias a reprodução celular pode ser facilmente estimulada, e melhor… indefinidamente. Com isso, a ciência atual já consegue, a partir de uma única célula animal produzir grandes volumes de células, que em conjunto formam tecidos…. que comumente chamamos de carne.

A maior limitação é o gosto! Como a carne não é apenas músculo animal, mas sim um combinado de fibras e gorduras em uma proporção ideal, é muito difícil reproduzir perfeitamente o sabor da carne tradicional.

A segunda maior limitação é o preço! Ainda é muito caro produzir os insumos de laboratório para uma produção dessa carne sintética. As iniciativas chegaram a custar 300 mil dólares por bife! As iniciativas mais recentes já ficam em torno de 50 dólares, que ainda é inviável, mas indica uma enorme possibilidade de diminuição.

É muito pouco provável que essa carne substitua a carne tradicional advinda do abate animal, mas que seja inserida em dietas restritas como a de vegetarianos e veganos.

Quando comparada com uma solução para a poluição proveniente da pecuária, essa carne sintética ainda não é a solução, visto que, modelos de longo prazo de geração de resíduos indica uma produção muito mais nociva de CO2.

Assine nossa Newsletter

Receba gratuitamente nossas dicas, notícias e artigos que desenvolvemos para ajudar seu negócio a crescer!